Fratura: Final explicado do filme da Netflix

Fratura: Final explicado do filme da Netflix

Você assistiu ao filme Fratura e ficou intrigado no final do longa da Netflix? Foi correndo procurar explicação na internet para compreender melhor o desfecho da trama? Vem que a gente te explica tudo para tirar todos os nós da sua cabeça! Confira a seguir!

Fratura: Final explicado do filme da Netflix

Em Fratura (2019), sua filha e mulher somem de um hospital. Convencido de que o pronto-socorro está escondendo algo, ele sai em uma procura desenfreada para achá-las.  Estrelando Sam Worthington e Lily Rabe, a direção do longa é de Brad Anderson.

ALERTA!! CONTÉM SPOILER

No filme acompanhamos Ray com sua Mulher Joanne e Peri, filha deles, em uma viagem de carro a caminho da casa dos pais de Joanne em um feriado de Dia de Ação de Graças. Mas, eles param em um posto de gasolina, e ele entra em uma loja para comprar pilhas e um refrigerante para sua mulher. Ray pega duas garrafinhas de bebida, mas ele não tem dinheiro para pagar tudo.

Ao voltar para o carro, ele mente para a mulher dizendo que não tinha baterias. No veículo, sua filha se dá conta que perdeu o seu espelhinho, e enquanto Ray vai procurar o objeto, ela se afasta e é surpreendida por um cão e recua para um parapeito. Numa tentativa de assustar o cachorro, Ray joga uma pedra no animal, mas acaba assustando sua filha que acaba tropeçando e caindo para trás. E ele pula junto para tentar salvá-la.

Ray desmaia e ao acordar da queda, fica sem reação e sem saber o que fazer, já que nessa hora seu cérebro está reajustando o seu pensamento, o fazendo crer que nada aconteceu. Então, a mãe fica desesperada ao ver a cena, e a filha acorda, reclamando de dor no braço. Eles vão a um hospital, e chegando lá, um médico solicita uma tomografia na menina, e enquanto tudo é feito, Ray aguarda no saguão do hospital.

Ele desmaia de cansaço e ao acordar, nota que não há mais sinal da sua família. Ao buscá-las, ele descobre que não há nenhum registro de sua esposa e filha no hospital e ninguém sabe informá-lo onde elas estão. Depois disso, sua missão é focada em tentar descobrir o que ocorreu com sua família. Os médicos insistem que elas não estão em nenhuma parte do pronto-socorro. Com raiva, Ray parte em cima dos médicos, mas é dopado e acorda em uma sala trancada, mas consegue escapar.

No fim, ele volta pro hospital, mata um segurança, rouba as chaves e desce em um elevador para o subsolo do hospital. Neste andar acontece as cirurgias do local, mas ao chegar lá, Ray imagina que é uma ala de tráfico de órgãos, e está convencido de que o hospital está sequestrando pacientes e roubando os seus órgãos.

Ele interrompe uma cirurgia e vê a sua filha. Ao segurar Peri, ele vai para o corredor, onde supostamente encontra sua esposa em uma cadeira de rodas. O homem coloca as duas no carro e foge do hospital. E é aí que acontece a reviravolta do filme. A câmera foca no para-brisa do veículo e revela no espelho que sua filha e esposa não estão no banco traseiro do carro. Ao invés disso, está um adolescente que estava no meio de uma cirurgia. Nessa hora ele se dá conta do que aconteceu realmente, e percebe que estava alucinado o tempo inteiro.

Foi aí que ele nota que jogou a pedra no cachorro, assustou a sua filha, que tropeçou para trás e bateu sua cabeça com tanta força que morreu. Sua esposa chocada com a cena começa a gritar e ele então a empurra e ela cai de cabeça em um vergalhão. Completamente transtornado, Ray pega as duas, que estão mortas, e as coloca no porta-malas do veículo, onde elas ficam até o final.

Dessa forma, compreendemos que a nossa mente é capaz de praticamente tudo para nos proteger de um trauma. No fim, ele imaginou ter levado a sua filha e esposa ao pronto-socorro para que não vivesse com a culpa de tê-las matado.

VEJA TAMBÉM: O SUSPENSE PSICOLÓGICO DA NETFLIX QUE VAI TE DEIXAR INTRIGADO

E você, qual conclusão chegou no final do filme? Também conclui essa explicação após assistir ao longa? Conta pra gente!